Como renovar o armário sem gastar dinheiro? 7 dicas infalíveis!

look-morro-spTrago sete dicas espertas de como renovar o armário praticamente de graça – para isso, bastam um pouco de disposição, cara de pau e claro, um olhar atento a esse artigo do DDE! Ainda duvida? Te desafio a pelo menos tentar!

Como? nº 1 – Customização

Um dos meios mais bacanas de renovar o guarda-roupa sem praticamente botar a mão no bolso é fazendo técnicas de customização. Dá para fazer algumas coisas a custo zero e outras requerem um pequeno investimento (botões, spikes, tinturas, por exemplo). Abaixo, um short que um dia foi bermuda, um colete que um dia foi jaqueta e um jeans claro que virou jeans escuro, rasgado e com spikes dourados. #euquefiz

short-jeans-customjaqueta-customizadajeans-customizado

Como customizar?

Depende de que peça você tem e do que você gostaria que ela se tornasse. Mas alguns cuidados nunca são demais:

dicas-renovacao

Nem vou me dar ao trabalho de ensinar nada por aqui, já que tem um monte de tutoriais de customização no Youtube. A gatíssima Jessica Belcost, do Keep Calm DIY tem vídeos muito bons, assim como passo a passo em fotos. Mesmo quem se acha sem qualquer talento para essas intervenções, na boa… Você só vai saber se consegue se pelo menos tentar! Dá uma de Scarlett O’hara minha filha!

Como? nº 2 – Trocas com as amigas/primas

Fazer intercâmbio de roupas com suas amigas ou primas é uma forma de conseguir novos outfits sem gastar. Você pode propor trocas ou se valer de uma cara bem lustrada com óleo de peroba e pedir doações – todo mundo tem uma amiga que é a louca das roupas e acumula tanta coisa que nem lembra! Aquela história: a resposta “não” a gente já tem para qualquer coisa mesmo… Também vale pedir um empréstimo, valendo-se de algumas regras simples de etiqueta:

dicas-emprestimo

Vale mais manter a amizade do que achar que sua amiga não vai sentir falta. Eu já fui vítima disso e fiquei puta chateada…

Como? nº 3 – Venda em brechós virtuais

Colocar à venda roupas sem uso é uma forma de levantar um caraminguá para reinvestir em roupas novas ou usadas. Recomendo o uso do Enjoei, que cobra taxa de 20% sobre o valor da venda + fixo de R$2,15 a título de taxa de publicidade. Caro? E roupa abandonada em seu guarda-roupa vale quanto? Já vendi algumas centenas de Dilmas viu…

Como vender muito no Enjoei (só falo do Enjoei porque conheço e é seguro):

enjoei-logo– não se apegue ao preço que você desembolsou pela roupa. Na precificação de uma peça nova entram itens como percepção de valor, parcelamento em cartão, experiência de compra, impostos;

– sempre trabalhe com uma margem de negociação, já que muita gente entra em contato para “chorar” o preço. Então, vale à pena um (pequeno) sobrepreço para vender, no final, pelo valor desejado;

– seja educada (e muito, muito paciente) com seus prováveis compradores;

– faça boas fotos e seja bastante informativa sobre as peças à venda (lembre que é uma venda virtual, logo a pessoa não tem a chance de tocar, experimentar…);

-só venda o que é realmente vendável. Se a peça tiver alguma pequena avaria, informe antes, economizando o seu tempo e o de um possível comprador. Tentar vender lebre como gato vai minar sua reputação como vendedora – e você vai colecionar desafetos!

chata-galocha-enjoei

Comprar no próprio Enjoei pode ser uma chance de conseguir aquela peça desejo com melhor custo benefício e lá sempre rola campanhas de top blogueiras: Lu Ferreira, Julia Petit, Camila Coutinho, Mariana Vieira (hahahahaahah)…

Como? nº 4 – Participação em sorteios e concursos culturais

Os sites e redes sociais estão repletos de sorteios e concursos culturais que dão direito a roupas, acessórios, vale-compras (e perfumes, telefones celulares, carros!)… Então, se você quiser contar com a sorte (ou bolar respostas criativas para os concursos culturais), acaba tendo uma chance de conseguir alguma coisa. Sem tentar é que não rola MESMO, né? Aguarde, vem novidade no DDE a esse respeito…

Para ver o que está acontecendo por aí, acesse http://www.sopromocoes.com.br/

Como? nº 5 – Herança

Um verdadeiro baú do tesouro pode estar te esperando nos alfarrábios de sua mãe ou de sua avó. Confesso: sou uma ratinha para as coisas que minha mãe separa para doar, sempre tem algo para mim kkkkkk Nem preciso falar que acessórios vintage, jóias de família ou outras coisas esquecidas no maleiro podem ser de grande valia para o seu arsenal fashion. Nada de preconceito: às vezes aquela coisa com cara de antiga dá uma personalidade muito grande ao visú!!!

Pulseiras herdadas da minha sogra (!) e anel herdado de tia-avó
Pulseiras herdadas da minha sogra (!) e anel do meio herdado de tia-avó

Como? nº 6 – Recuperação de Roupas

Antes de perder o prumo e jogar roupa fora porque ela sofreu alguma avaria ou mandá-la para o limbo, que tal tentar recuperar? Falei muito rapidamente sobre um vestido abandonado que voltei a usar aqui. Foi ressucitado usando o tira-manchas Omo com água fervente. Ficou novinho em folha!

Obrigada, Omo!
Obrigada, Omo!

Opções para solucionar manchas não faltam: tintura ou descoloramento nas mais agredidas ou removedores em peças menos detonadas. Verifique atentamente as instruções do fabricante e não se dê por satisfeita caso o problema não seja resolvido na primeira lavagem.

Ah! Todo mundo fala que não é para molhar chapéu, mas sabia que eu já usei alvejante em chapéus manchados e deu SUPER CERTO? Fiz assim: coloquei de molho em água com o produto (o tira manchas da Omo), fiz movimentos circulares suaves para que a solução entrasse na fibra, acrescentei água fervente e deixei de molho com uma tigela dentro, para o chapéu não deformar. Não precisei submergir a peça, mas troquei de posição umas duas vezes. Enxaguei beeeem e deixei secando quietinho uns três dias, ainda com uma “forma”.

Olha o resultado aí:

morro8
Chapéu branco sem mancha de encardido=luxo!

 

 

 

 

 

 

 

 

Como? nº 7 – Pensamento fora da caixa!

Muitas vezes ficamos condicionados a usar uma roupa sempre do mesmo jeito, não explorando suas múltiplas possibilidades. A Joanna Moura, do UASZ, é craque nisso: Vestidos usados como blusas ou como saias (como abaixo), lenços usados como tops ou cintos. Usa a criatividade e cai pra dentro!

joanna-mourajoanna-moura2

Ao longo do DDE mostro umas coisas minhas usando as dicas acima, com muito orgulho! Como diria o povo da revista Marie Claire, “chique é ser inteligente”. Por hoje é só!!!

Se alguém tiver uma dica não mencionada, vamos por favor compartilhar, combinado?

4 ideias sobre “Como renovar o armário sem gastar dinheiro? 7 dicas infalíveis!”

  1. Beatriz Lima disse:

    Estou curtindo bastante suas dicas Mari!!!! Arrasou!!!! 🙂
    Beijão

    1. Mariana Vieira disse:

      Oi Bia, que bom, fico feliz por isso! Sempre passe por aqui quando tiver um tempinho,ainda tenho muitos coelhos na cartola hahahhaah bju

  2. Giovanna Badaró disse:

    Boas dicas!!! Em época onde a palavra de ordem é sustentabilidade, bacana, atual e responsável, exercitar a criatividade, ampliando a vida útil de roupas, dando nova funcionalidade a objetos e bijoux e exercitando o desapego, doando, emprestando, trocando… Como vc está fazendo. Trocando idéias, dicas e propostas!!!! Super valendo.

    1. Mariana Vieira disse:

      Pois é Giovanna, disse tudo! Que bom que o post agradou, bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *