Looks de eventos corporativos – todos em preto!

looks-eventos-corporativosTive a ideia de mostrar por aqui alguns looks que eu já usei em eventos corporativos, especificamente em entregas de prêmios. Em algumas ocasiões fui assessorando o chefe  e mais raramente eu mesma tinha de receber o reconhecimento. A coincidência só veio ao juntar as fotos: sempre vesti preto! Mas a experiência acumulada, somada às coisas que já vi, me faz crer que a cor, definitivamente, é a melhor escolha… Explico o motivo a seguir.

Confissões de estilo – eventos corporativos (premiações)

Em primeiro lugar, é necessário dizer que as entregas de prêmios ou outros tipos de reconhecimentos externos a organizações (sejam elas públicas, privadas ou do terceiro setor) são eventos corporativos, não red carpet. Pessoas físicas podem vir a ser homenageadas, mas via de regra é a empresa que será prestigiada – o que significa que sobriedade é palavra de ordem, pois a figura do (a) representante é meramente simbólica, nesse caso. Você não precisa mesmo se destacar no meio da multidão, como as celebridades tentam (desesperadamente) fazer.

mriana-vieira-institucional

Outro ponto de fundamental importância é que, sendo um evento corporativo, há certa rigidez no dress code: não é que a pessoa obrigatoriamente tenha de se vestir do modo mais formal possível (há nuances a depender das atividades econômicas envolvidas, por exemplo), mas é preciso ficar realmente atento a comprimentos, decotes, brilhos e outras coisas que podem destacar mais a roupa do que a mulher que a veste. Uma frase de Gabrielle Chanel resume esse sentimento: “vista-se mal e notarão o vestido; vista-se bem e notarão a mulher”. Simples assim.

Algumas escolhas – e tudo preto!

Apesar de todo esse preâmbulo em relação aos prêmios da área corporativa, é importante frisar que não existe fórmula pronta para essas ocasiões. Uma coisa que eu fiz, sempre que possível, foi investigar como as pessoas se vestiram em edições anteriores do evento ao qual estava prestes a comparecer. Assim, tinha uma idéia do que se usava tanto em relação ao nível de formalidade quanto em relação a outros itens da produção – maquiagem, cabelos, etc. O convite pode ou não sugerir um traje, então mesmo quando a indicação existe, vale à pena dar essa espiada.

Não posso dizer que fiz as melhores escolhas possíveis, mas acredito nunca ter feito feio nos prêmios de que participei. Vou aproveitar também para colocar um pouco da “ficha técnica”, digamos assim:

faceb_premio_luiz_hermano
Crédito: Luiz Hermano Abbehusen

Tipo de evento – semi formal

Cidade- Salvador

Local- Hotel (ambiente fechado)

Vestido- não sei a marca, comprei na loja Maria Magrela

Bolsa-emprestada de minha mãe

Evento (semi) formal em Salvador já desafia, porque conciliar o calor da cidade com a necessidade de cobrir o corpo não é tarefa fácil. Relutei muito em colocar a foto, porque dá a impressão de que meus peitos estavam pulando, mas juro que foi só na foto! O comprimento do vestido evasê de um ombro só é comportadinho, quase no joelho, e o único detalhe mais arrojado é o jabor na lateral que passa pela frente também.

Foto: www.anefac.com.br
Foto: www.anefac.com.br
Foto: www.anefac.com.br
Foto: www.anefac.com.br

Tipo de evento – semi formal

Cidade – São Paulo (fim de inverno)

Local – espaço de eventos

Saia – Lume

Sapato – Dumond

Blazer – Madame MS

Blusa de baixo – Hering

Meia calça – Lupo

Esse evento é um dos mais bacanas que eu participei, e foi desafiador montar o look! Cheguei a pensar em usar um vestido longo… Ainda bem que não fiz isso! Comecei pela saia – bordados e detalhes em renda esplêndidos, mas a parte de cima teria de equilibrar a coisa toda, mesmo porque a saia lembra um pouco um tutu – e tudo que eu não queria era ficar parecendo uma bailarina! Como estava deveras frio em Sampa, acabei comprando uma meia grossinha por lá mesmo, o que salvou minhas pernocas e deixou a produção mais elegante – minha definição favorita para este tipo de ocasião.

emp_ano_saneam_ambientalstefania_senne
Crédito: Stefania Senne/ Revista Saneamento Ambiental
emp_ano_saneam_ambiental_stefania_senne
Crédito: Stefania Senne/ Revista Saneamento Ambiental

 Tipo de evento – semi formal

Cidade – São Paulo (início de inverno)

Local – teatro

Legging – TNG

Blusa de baixo – TNG

Colar – não lembro, comprei em um hotel em BH

Sapato – Shutz

Bolsa – Calvin Klein

Apesar de all black, esse look tem toques de ousadia sem, entretanto, me colocar em uma zona de risco: o sapato e a bolsa deram um toque (neutro) de cor, o colar imprimiu feminilidade. Parte do #bundex (que poderia ficar muito destacado pela legging) ficou coberta pelo próprio blazer e pela blusa. Talvez devesse ter prendido o cabelón, mas ele solto me ajudou a sentir menos frio no pescoço…

Foto: Acervo Sudesb
Foto: Acervo Sudesb

Tipo de evento – informal

Cidade – Salvador

Local – teatro

Calça – Eva Fashion

Blusa – Bakus

Camisete – Luigi Bertoli

Sapato – Dumond

Precisei subir ao palco nesse evento e aqui tem duas coisas importantes pra dizer: quando a gente não sabe qual será a altura do palco, o comprimento da saia precisa ser maior – já pensou que ridículo ficar “dando lance”? Outra coisa é que, a depender da iluminação empregada, tudo o que não devia acaba aparecendo. Desculpa a falta de criatividade, mas acabei usando uma infalível calça preta.

A blusa foi mais alegrinha dessa vez; embora o ambiente geral do evento fosse informal, ele contou com a participação de empresários e políticos, que normalmente não abrem mão de pelo menos uma calça com camisa social. Eu, claro, lá estava como representante da empresa.

Pra encerrar: dicas preciosas sobre eventos com prêmio

– Procure saber antes todas as informações possíveis: nível de formalidade, local, ambiente, etc.;

– Se for receber o prêmio, saiba antecipadamente se será necessário proferir discurso e, em caso positivo, qual o tempo máximo;

– Por melhor que seja em oratória, evite improvisações; pense antecipadamente no que você falará com o tempo disponível e, em caso de mencionar nomes, faça uma “pesca” para não esquecer o de ninguém;

– Até vale ser espirituoso, mas jamais diga piadinhas (que podem soar de extremo mau gosto), palavras de baixo calão ou “pedradas” na língua portuguesa – pega mal, muito mal;

– No caso de apenas receber o prêmio, pare e pose para fotos antes de descer do palco (não sei por que escolheram a última para divulgar, de repente o senhor é que não saiu legal!);

– Nunca exagere no salto do sapato se não souber com precisão a distância que vai percorrer entre o carro e o local da cerimônia, quanto tempo vai ficar em pé (é comum que aconteça um coquetel após a parte protocolar do evento) e o tipo de terreno (salto na grama é suicídio!);

– Cuidado com a relação palco x cores claras x tecidos fluidos: você pode acabar ficando pelada (mesmo!). Se usar saia ou vestido, coloque uma meia calça da cor de sua pele. Não custa precaver;

– Se tiver de viajar para participar do evento, vista antes sua produção e se movimente com ela antes de fechar a mala. Abra, feche e suspenda os braços, ande, sente (para ver se há efeito “cofrinho”) e leve, se possível, um backup!

– Na dúvida, faça como Chanel: vá de preto!

Espero que gostem, qualquer questionamento é só metralhar nos comentários! Bjk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *